Social-democracia, um modelo ineficiente

social-democracia - salim mattar - modelo ineficiente
Empresário faz questão de demonstrar seu descontentamento com o modelo da social-democracia | Foto: Reprodução

“O modelo social-democrata no Brasil demonstrou ser ineficiente, e a maior prova disso é a situação em que nos encontramos, a bagunça em nossas contas, mais de 30 partidos políticos hoje com representação e mais de 70 em fase de registro, a relação e o atropelo entre os três poderes, o ativismo judicial, e estatais ineficientes que valem R$ 1 trilhão e poderiam resolver nosso problema fiscal e de caixa.”

Leia mais: “Para incentivar retomada segura, governo concede selo de turismo responsável”

É com essas palavras e esses argumentos que o empresário Salim Mattar define o que a social-democracia fez com o Brasil desde a redemocratização. Fundador da Localiza e ex-secretário especial de Desestatização do Ministério da Economia, ele define alguns dos males que, conforme analisa, os defensores desse modelo político fizeram ao país. Para ler a íntegra do artigo (que está aberto ao público em geral da Revista Oeste) basta acompanhar o que “O Brasil de hoje é o resultado de 35 anos de governos social-democratas”.

O Brasil de hoje é o resultado de 35 anos de governos social-democratas

Revista Oeste

Publicado na Edição 43 da Revista Oeste, o texto do empresário Salim Mattar é acompanhado pelos artigos dos colunistas Ana Paula Henkel, J. R. Guzzo, Guilherme Fiuza, Rodrigo Constantino, Dagomir Marquezi e Tom Slater. Há, ainda, reportagens especiais sobre o poder das grandes empresas mundiais de tecnologia, os bastidores na disputa pela presidência do Congresso Nacional e a “mágica” relação entre determinados escritórios de advocacia e tribunais superiores, como o Supremo Tribunal Federal.

Startup de jornalismo on-line no ar desde março de 2020, a Revista Oeste defende o liberalismo econômico e não aceita publicidade de órgãos estatais. Assim, é mantida 100% por sua própria base de assinantes. Para fazer parte da comunidade de leitores da publicação que busca ir “direto ao ponto” do que realmente importa para o público, basta clicar aqui, escolher o plano (mensal ou anual) e seguir os demais passos indicados.