Covid-19: STJ pede ao governo do Amazonas informações sobre falta de oxigênio

Jorge Mussi, STJ
Ministro Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), quer explicações do governo do Amazonas | Foto: Reprodução

O vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Jorge Mussi, determinou nesta terça-feira, 19, que gestores estaduais e municipais do Amazonas informem, no prazo de 48 horas, sobre o recebimento e uso de recursos federais para o combate à pandemia de covid-19.

O ministro também pediu esclarecimentos detalhados sobre quando  os gestores tiveram conhecimento do risco de desabastecimento de oxigênio nas unidades de saúde.

A situação do sistema de saúde amazonense se agravou na quinta-feira 14, quando o estoque de oxigênio acabou em vários hospitais de Manaus.

A decisão atende a pedido do Ministério Público Federal (MPF) no âmbito de inquérito instaurado para apurar eventuais irregularidades na instalação de um hospital de campanha em Manaus.

O inquérito tramita em segredo no STJ, por isso não é possível ter a informação sobre quais gestores estão envolvidos na investigação. Atualmente, o Amazonas é governado por Wilson Lima (PSC). Já a Prefeitura de Manaus está sob o comando de David Almeira (Avante).

Leia também: “Coronavírus: ex-prefeito de Manaus pede ‘impeachment’ do governador do Amazonas”

Com informações do Poder360