Viagens aos Confins do Comunismo – Theodore Dalrymple


Este ARTIGO foi publicado originalmente neste SITE

Este livro traz o relato das viagens de um dos mais talentosos ensaístas da atualidade, Theodore Dalrymple, a países comunistas no fim dos anos 1980. Durante seu percurso – Albânia, Coreia do Norte, Romênia, Vietnã e Cuba –, o autor observa com agudeza a precariedade em que vivem as populações desses países, assim como suas práticas cotidianas aparentemente banais, traçando entre elas correlações inesperadas. Em uma única obra, se concentram a crítica cultural de Nossa Cultura… ou o que Restou Dela, reflexões sobre a miséria como as de A Vida na Sarjeta, análise política como em Não com um Estrondo, mas com um Gemido e o fino cronismo literário de O Prazer de Pensar.

Sobre o autor 

Anthony Daniels, o psiquiatra britânico que escreve com os pseudônimos Theodore Dalrymple, Edward Theberton e Thursday Msigwa, atuou profissionalmente em periferias de grandes cidades, prisões e países como o Zimbábue e a Tanzânia, além de outros do Leste Europeu e América Latina. A partir de sua experiência como médico e de sua clara inclinação conservadora, desponta como um crítico cultural e social implacável, avesso à celebrada noção de “Estado de bem-estar social”. Colabora com veículos como The Times,The Salisbury ReviewNational ReviewThe Daily TelegraphThe Observer e The Spectator.

O post Viagens aos Confins do Comunismo – Theodore Dalrymple apareceu primeiro em Livros Conservadores.