Resgate do caso da garota Elza: vale a pena conhecer esse episódio do comunismo brasileiro

A Companhia das Letras lançou uma obra que mistura romance e ficção que tem pontos altos e baixos ao analisar um dos casos mais sombrios do comunismo brasileiro no final da década de 1930: o justiçamento da garota Elza por parte do PCB, quando liderado pelo revolucionário Luiz Carlos Prestes.

Trata-se do livro Elza, A Garota do jornalista Sérgio Rodrigues. Detalhe: o autor, como se percebe na leitura, está longe de ser um direitista e/ou um conservador. Neste caso, isso só faz a obra ganhar mais em importância. Este crime bárbaro mostra bem como o comunismo trata seus adversários. A ideia é sempre tirá-los de cena, independente do nível de ameaça que representem a seus planos, pois a ideologia os eleva a níveis de psicopatia.

Este tirar de cena tanto pode ser compreendido pela construção de espantalhos que visam assassinar a reputação de seus ditos inimigos ou então a eliminação física mesmo como visto nos regimes mais cruéis da História.

No caso em tela, Luiz Carlos Prestes, aquele que ficou conhecido como “cavaleiro da esperança”, é o responsável direto pelo assassinato de uma garota menor de idade que era amamente de um dos líderes comunista conhecido como Miranda. Vista como traidora, Elza foi estrangulada por uma célula comunista após as pressões de Prestes.

É a essência do pensamento revolucionário: o que é contrário a sua visão de mundo deve ser eliminado sem qualquer sinal de piedade. Um dos piores males do coletivismo inspirados no regime do comunismo soviético de Lênin e Stalin.

A obra – de autoria do jornalista Sérgio Rodrigues – mostra, em sua parte fictícia, o quão é caricato e sem sentido o credo comunista. Na pesquisa de relatos e documentos reais, mostra a crueldade dos que depois, pela recontagem histórica de viés marxista, viraram heróis, em especial o tal “cavaleiro da esperança”.

Rodrigues deixa claro para o leitor, por meio das tipologias das fontes, o que é real e o que é fictício na construção da obra. O ponto “baixo” do livro é que Rodrigues parece aliviar em alguns momentos, em função de do outro lado também estar o nascedouro de um regime de características autoritárias: o de Getúlio Vargas.

Todavia, isso não tira a importância do escrito, que vem em um momento propício e resgata uma história que foi jogada para baixo do tapete pelos comunistas que contam suas versões dos fatos.

Elza foi executada de forma bárbara. Em muitos momentos, é possível perceber que se tratava de uma garota que pecava pela ingenuidade por ter se metido onde não devia. O livro de Sérgio Rodrigues – ainda que de forma indireta – desnuda a mentalidade revolucionária e o desprezo pela vida humana justamente por aqueles que evocam para si o monopólio das virtudes.

Ucrânia diz que construção de gasoduto “ameaça à civilização europeia”

O governo ucraniano vem criticando a construção do gasoduto Nord Stream 2, que vai enviar o gás da Rússia à Europa, receando perder uma grande parte dos lucros do trânsito do gás.

Lituânia, LetôniaPolônia também se expressaram contra a construção do Nord Stream 2. Seus líderes acreditam que se trata de um projeto político.

Por sua vez, a Rússia apelou repetidamente para que outros países deixem de politizar a construção do gasoduto.

De acordo com o presidente russo, Vladimir Putin, o projeto tem caráter exclusivamente econômico.

O gasoduto Nord Stream 2 é um projeto conjunto das empresas Gazprom (Rússia), Engie (França), OMV AG (Áustria), da anglo-holandesa Royal Dutch Shell e das alemãs Uniper e Wintershall.

Com informações de Sputnik

Mais de 70% dos americanos aprovaram cúpula entre Trump e Kim

7 em cada 10 americanos aprovam o diálogo entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong Un.

O levantamento foi realizado pelo Pew Research Center.

Na terça-feira (12), os dois participaram de uma cúpula histórica com o objetivo de discutir a desnuclearização da Península Coreana.

O estudo indica que 71% dos americanos são favoráveis às conversas diretas entre Estados Unidos e Coreia do Norte, enquanto 21% reprovam a aproximação.

De acordo com informações do Estadão:

Apesar do apoio, muitos duvidam que o diálogo seja significativo.

Cerca de 50% dos entrevistados acreditam que a Coreia do Norte não encara de forma séria as preocupações sobre seu programa nuclear. Além disso, 75% veem o programa como uma ameaça grave aos EUA, enquanto somente 3% acreditam que ele não representa perigo.

Brasil aprova ajuda a refugiados da Venezuela

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (12), em votação simbólica, a Medida Provisória que define ações de assistência emergencial para os refugiados da Venezuela fugindo da ditadura Maduro para o Brasil.

A iniciativa do governo federal tem como objetivo dar apoio ao Estado de Roraima, que recebeu milhares de venezuelanos nos últimos meses.

De acordo com informações do Estadão:

O texto cria o Comitê Federal de Assistência Emergencial e estabelece que o governo tem de desenvolver políticas de proteção social aos imigrantes e ampliar a distribuição dos refugiados pelo território nacional. No caso dos venezuelanos, eles já têm sido enviados a outros Estados brasileiros.

Para que essas ações sejam aplicadas, o governo federal poderá propor cotas de imigrantes a serem acolhidos pelos Estados, a partir da realização de avaliação técnica da capacidade da cada unidade da federação. Entre os critérios, também estão as condições específicas das pessoas a serem assistidas, além da existência de vínculo familiar ou empregatício no País.

Inteligência de Israel frustrou 250 ataques terroristas em 2018

A agência de inteligência interior de Israel, Shin Bet, frustrou cerca de 250 ataques desde o início de 2018.

As tentativas de atentado incluem ataques suicidas, sequestros e tiroteios, anunciou nesta quarta-feira (13) a organização em um comunicado, no qual assegura “estar lidando com muitas e variadas ameaças terroristas”.

‘Junto às ameaças do terrorismo institucionalizado, o fenômeno do terrorista ‘solitário’ foi notório durante os últimos anos’, diz a nota.

Os casos de terroristas que cometem ataques de maneira individual são normalmente “por imitação e inspiração, frequentemente após um discurso extremista e inflamatório nas redes sociais”, e o Shin Bet pode enfrentá-los com “meios tecnológicos, de inteligência e operacionais”, e detectá-los com antecedência, segundo o comunicado.

Recentemente, o Shin Bet também realizou o desmantelamento de uma célula palestina que planejava ataques terroristas contra membros do alto escalão do governo, entre eles o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, e o prefeito do Jerusalém, Nir Barkat.

Com informações de BOL

Trump critica cobertura da grande mídia durante cúpula com Kim

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não está nada satisfeito com a cobertura da grande mídia norte-americana sobre o seu encontro histórico com o ditador norte-coreano Kim Jong Un.

Não é apenas a velha imprensa norte-americana que está procurando motivos para criticar os últimos desenvolvimentos entre Estados Unidos e Coreia do Norte.

Aqui no Brasil, diversos jornalistas dos grandes veículos de comunicação estão chafurdando a lama em busca de motivos para atacar Donald Trump por suas ações em Singapura.

Na manhã desta quarta-feira (13), o presidente norte-americano demonstrou sua insatisfação no Twitter ao dizer que o maior inimigo do país é a “fake news”.

Tão engraçado assistir as Fake News, especialmente NBC e CNN. Eles estão lutando duro para menosprezar o acordo com a Coreia do Norte. 500 dias atrás, eles estariam implorando por este acordo, pois parecia que a guerra iria explodir. O maior inimigo do nosso país é a Fake News tão facilmente promulgada por tolos.

Lula e filho irão depor nos próximos dias na Operação Zelotes

O presidiário Lula passará dois dias com os olhos grudados na telinha durante horas, mas não será assistindo a Copa do Mundo na Rússia.

Além de prestar esclarecimentos à Justiça Federal em Brasília no dia 21, ele terá de acompanhar o depoimento do seu filho, Luís Cláudio, dia 29.

Ambos são investigados pela Operação Zelotes por  tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa na compra de caças da Suécia.

O petista não sairá da cadeia em nenhuma dessas datas. Ele ficará conectado por vídeo conferência, diretamente da Polícia Federal em Curitiba, onde o ex-presidente está hospedado.

Com informações da VEJA