Operador do Hezbollah preso em Foz do Iguaçu

Assad Ahmad Barakat, 51 anos, libanês, foi preso pela Polícia Federal em Foz do Iguaçu.

Barakat é acusado de ser um dos principais operadores financeiros do grupo terrorista Hezbollah, pela Justiça da Argentina, dos Estados Unidos e do Paraguai.

Estava sendo procurado por uso de documentos falsos no Paraguai, que originou o pedido de prisão. Quem autorizou o mandado de prisão preventiva foi o ministro Marco Aurélio Mello.

No ano de 2001, Assad foi entrevistado por José Maschio, o Ganchão.

O post Operador do Hezbollah preso em Foz do Iguaçu apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Jair Bolsonaro: mentiras do PT não estão surtindo efeito

Calúnias e difamações não são novidade na vida do candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL). O parlamentar, no entanto, vem sofrendo ataques sem precedentes nos últimos dias por conta da proximidade das eleições presidenciais. A campanha do seu opositor, Fernando Haddad (PT), criou cartilhas que direcionam os militantes do partido para embates com eleitores de Bolsonaro.

Os petistas orientam seus militantes a mentir e a debater com “inteligência” para convencer eleitores indecisos ou converter simpatizantes de Bolsonaro ao lulupetismo.

Os meios de ludibriar os eleitores são diversos. Em uma das cartilhas que está sendo distribuída entre a militância, os petistas admitem: “a nossa estratégia é atingir – o eleitor – pela emoção e pela simpatia”.

Uma fonte do Terça Livre TV teve acesso ao drive do candidato do PT. Abaixo, os arquivos que estão sendo direcionados aos membros do partido.

O PT pede que o militante minta para convencer o interlocutor.

O partido também ensina formas de persuasão e abordagem.

Diversos casos de violência durante a última semana foram atribuídos a eleitores de Bolsonaro sem qualquer comprovação ou fundamento. Um dos casos mais divulgados foi o assassinato de um capoeirista famoso na Bahia. O homem foi morto a facadas e a mídia associou o assassino ao candidato do PSL. Pouco tempo depois, o criminoso esclareceu em coletiva que não era eleitor de Bolsonaro e que o crime não teve motivação política.

Homem que esfaqueou capoeirista desmente que seja eleitor de Bolsonaro

Outro caso associado a simpatizantes de Bolsonaro foi o de uma jovem que alegava ter sido atacada por três homens e marcada com um canivete. O desenho feito em sua pele seria de uma suástica. A mídia afirmou que os supostos agressores seriam apoiadores do capitão da reserva. A garota, porém, desistiu de fazer uma representação criminal do ocorrido.

Jovem com suástica no corpo desiste de representar criminalmente

Diante de todas as artimanhas da campanha de Fernando Haddad, Jair Bolsonaro, ao falar comigo, demonstrou confiança e não parece se sentir ameaçado pelas mentiras do candidato de Lula.

O post Jair Bolsonaro: mentiras do PT não estão surtindo efeito apareceu primeiro em Terça Livre TV.

O Brasil quer mudança e não maquiagens, alerta Príncipe

O Príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança, recentemente eleito deputado, pelo PSL, escreveu hoje, no seu Twitter, a respeito da imensa operação de camuflagem que o candidato Fernando Haddad do PT está operando:

Muitos se espantam com a mudança nas cores da campanha de Haddad já que o PT usa o vermelho desde 89 em suas campanhas. A mudança é uma tentativa de ocultar aquilo que Haddad representa: o socialismo gerador do maior escândalo de corrupção e a maior crise econômica da história”.

E o Luiz Philippe prossegue a respeito da manobra:

Não irá funcionar. O brasileiro percebeu que os partidos de esquerda são lados diferentes da mesma moeda. O país quer mudança. Ela virá com candidatos comprometidos com a nação, não com as mesmas ideias atrasadas de sempre, apenas pintadas de verde e amarelo”.

Além de comentar a operação que caracteriza um verdadeiro estelionato eleitoral, Luiz Phillipe faz uma advertência a respeito da insegurança que se dissemina na sociedade a respeito do sistema eleitoral baseado em urnas eletrônicas:

A insegurança sobre o voto atingiu tal proporção que o voto em cédula reaparece como alternativa para restabelecer a credibilidade do sistema eleitoral”.

Autor: José Carlos Sepúlveda – Analista político

O post O Brasil quer mudança e não maquiagens, alerta Príncipe apareceu primeiro em Terça Livre TV.

“Não há ambiente para qualquer tipo de golpe”, diz comandante da Marinha

Imagem: Reprodução/Poder Naval

O almirante Eduardo Leal Ferreira, atual comandante da Marinha, declarou que “não há ambiente nem condições para qualquer tipo de golpe, muito menos para um golpe militar”.

De acordo com O Antagonista, o comandante disse a Eliane Cantanhêde, colunista do Estadão:

“O candidato ‘x’ ou ‘y’ pode ter muitos eleitores nas Forças Armadas, mas as Forças Armadas não têm candidato. Repito: as Forças Armadas, particularmente a Marinha do Brasil, não têm candidato. Não há nenhuma atividade, nenhuma campanha interna, nenhuma ação que possa nos associar a um dos dois candidatos. Estamos institucionalmente neutros.
[…] Não há ambiente nem condições para qualquer tipo de golpe, muito menos para um golpe militar. As instituições são fortes, a iniciativa privada é forte, a mídia é forte e as Forças Armadas cumprem suas atribuições dentro da Constituição.”

Confira os deputados reeleitos com mais de 20 anos na Câmara

Imagem: Reprodução

Mesmo após uma onda de renovação na Câmara dos Deputados, alguns nomes permaneceram e estão indo até para o 8º mandato no cargo.

O G1 listou quais são os deputados federais reeleitos nessa eleição que estão atuando na Câmara há mais de 20 anos. A lista totaliza 11 deputados. 

Confira os nomes que estão indo para o 8º mandato consecutivo, com 28 anos no cargo:

  • Átila Lira (PSB-PI)
  • Átila Lins (PP-AM)
  • Gonzaga Patriota (PSB-PE)

Confira agora os nomes que estão indo para o 7º mandato consecutivo, já com 24 anos na Câmara:

  • Eduardo Barbosa (PSDB-MG)
  • José Rocha (PR-BA)
  • Arlindo Chinaglia (PT-SP)
  • Ivan Valente (PSOL-RJ)
  • Jandira Feghali (PCdoB-RJ)
  • Claudio Cajado (PP-BA)
  • Mauro Lopes (MDB-MG)
  • Hermes Parcianello (MDB-PR)

Jair Bolsonaro não apoiará João Doria, diz presidente do PSL

Imagem: Reprodução

Gustavo Bebbiano, presidente do PSL, descartou nesta sexta-feira (12) a possibilidade de Jair Bolsonaro declarar apoio a João Doria (PSDB) em São Paulo, informa O Antagonista.

Segundo registro do Valor, Bebbiano declarou a jornalistas:

“Não tem nenhum encontro marcado entre os dois. Existe uma conversa institucional no sentido de o PSL agradecer ao apoio que gentilmente está sendo oferecido pelo candidato João Doria em São Paulo à candidatura de Jair Bolsonaro.

[…] Há uma decisão estratégica de não se envolver em questões estaduais. Tirando os três candidatos do PSL que estão no segundo turno, a posição do Jair é não apoiar ninguém em nenhum Estado brasileiro.”

Olavo de Carvalho: “Alto escalão do Exército tem em mãos as provas e os nomes dos mandantes da fraude”

No facebook, o filósofo acabou de publicar uma informação gravíssima.

O conteúdo diz:

“Da página do Rafael C. Libardi:

Acabei de receber uma ligação, fonte honrada e sem mácula. Estou apenas relatando o que me foi dito e tentando confirmar com outras pessoas. 

Mas uma ala do alto escalão do Exército tem em mãos as provas e os nomes dos mandantes da fraude, gente graúda e perigosa.

Pedido: manifestação incansável nas ruas, exigindo o voto em cédula, para dar o start nas FFAA.

Eu não me exporia a este ponto se não confiasse na informação. Me parece que é agora ou nunca!”, informou.

Haddad chama Bolsonaro de nazista

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, insultou Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (12), e fez uma associação direta entre o adversário do PSL e o nazismo. Em entrevista coletiva após participar de uma missa na zona sul da capital paulista, Haddad disse vê uma escalada das agressões cometidas contra gays e mulheres, e afirmou que o rival representa “tudo o que tem de pior em termos de violência neste País”.

“Bolsonaro é violência, é bala, é desrespeito”, afirmou Haddad, alegando que sua campanha tem sido alvo de sucessivas provocações de apoiadores do deputado do PSL. “Estamos nos afastando dos provocadores que tentam nos perseguir. Em geral, eles usam a suástica nazista. O próprio Bolsonaro já declarou que, se estivesse na Alemanha dos anos 30, teria se alistado no Exército nazista”, emendou. “A cultura da violência, do estupro, da tortura e do nazismo quem abraça é ele próprio.”

O candidato de Lula à presidência da República não citou as visitas de Bolsonaro a Israel, sua palestra na Hebraica e nem comentou sobre a promessa que o parlamentar fez em entrevista a mim, para o canal Terça Livre TV.

“Se eleito farei como Trump. Vou reconhecer Jerusalém como capital de Israel”, disse Bolsonaro.

O petista continuou as acusações ao opositor do PSL.

“Bolsonaro é o casamento do neoliberalismo desalmado representado pelo Paulo Guedes, que corta diretos trabalhistas e sociais, com o fundamentalismo charlatão do Edir Macedo”, afirmou Haddad.

Muçulmanas protestam contra Jair Bolsonaro.
PT e outros partidos de esquerda defendem a palestina em Brasília. Vice de Haddad, Manuela D’ávila, aparece à direita.

O post Haddad chama Bolsonaro de nazista apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Paraná Pesquisas no DF: Bolsonaro 62,9,% X Haddad 21,6%

Imagem: Sérgio Lima | Poder 360

O Instituto Paraná aponta Jair Bolsonaro (PSL) com 62,9% das intenções de voto contra 21,6% de Fernando Haddad (PT).

Este é o primeiro levantamento do grupo após o primeiro turno à Presidência da República.

Na primeira fase da disputa ao Planalto, o militar recebeu 58,37% dos votos válidos no DF, enquanto Haddad ficou em terceiro lugar, com 11,87% dos votos.

A pesquisa ouviu 1.540 eleitores do Distrito Federal de 8 a 10 de outubro de 2018.

O registro do levantamento no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR-06352/2018.