Deputado alemão diz que não é impossível uma intervenção militar na Venezuela

Peter Weiss (à esq. na foto) é deputado da CDU (União Democrata-cristã), no Parlamento alemão e foi um dos políticos que influenciou o governo de Angela Merkel a reconhecer Juan Guaidó presidente interino da Venezuela. Há tempos que Peter Weiss desenvolve um trabalho de esclarecimento na Europa sobre as calamidades geradas pelo socialismo do século […]

O post Deputado alemão diz que não é impossível uma intervenção militar na Venezuela apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Burocratização impede que BR-319 (Amazonas) saia do papel

O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, visitará o estado do Amazonas durante o período de chuvas para analisar a situação da BR-319. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) fará um estudo (que já seria o quinto) de viabilidade econômica.

O DNIT levou 10 anos para concluir o estudo sobre a BR-319. As cidades de Humaitá, Lábrea, Manicoré, Careiro, Manaquiri, Autazes e Careiro da Várzea dependem da rodovia para transporte comercial, e estima-se que cada cidade deixa de arrecadar cerca de 50 milhões de reais ao ano.

A OAB-AM cedeu espaço para debate sobre a construção da BR-319, estiveram presentes: MPF, MPE, DNIT e IBAMA. Representantes do Meio Ambiente (sem órgão) disseram que a BR-319 trás um impacto ambiental direito à 4 tribos indígenas.

Entre 2017 e 2018 o DNIT liberou mais de 110 milhões de reais para a recuperação da rodovia. Carlos Eduardo é o atual superintendente substituto do DNIT, e afirma que o DNIT tem dinheiro para a manutenção da estrada, mas a estrada de Manicoré está sob tutela do governo federal.

O Ibama trabalha para garantir que a rodovia seja ‘trafegável’. Foi criada uma secretaria no Ibama para a licenciatura da BR-319. Luizete Maia do Ibama-AM trabalha no núcleo de licenciamento ambiental, licenciamentos de convenção e manutenção da Br-319 está sob sua competência.

O Vice-prefeito de Manicoré queixou-se pelo fato da rodovia estar no 3° ano sem manutenção, a mesma dá acesso ao seu município. O vice-prefeito afirmou que um barco cobra 2 reais por melancia, quem levam 3 dias de Manicoré para Manaus com o risco de estragar o produto. Por estrada levariam 4 horas de viagem e custaria apenas 200 litros de diesel para carregar 1 tonelada de melancia.

A previsão para que a BR-319 seja pavimentada é para depois de 2021.

Entrevistei Rafael Leite do Ministério Público Federal, confira:

Quem Disse Que ONGs Globalistas Têm Assento Cativo em Conselhos Governamentais?

Circula nas redes e em grupos de WhatsApp um texto afirmando, em linhas gerais, que:

Ilona Szabó não foi indicada para um órgão de governo, mas sim para um conselho, cujos integrantes são representantes da sociedade civil indicados por meio de ONGs.

Aceitar essa argumentação é render-se ao aparelhamento perpétuo do Estado pela esquerda. Em primeiro lugar, a afirmação não tem base jurídica, conforme mostraremos na próxima nota. Em segundo lugar, sociedade civil é cacoete semântico esquerdista usado para abrir brechas para a esquerda aparelhar o Estado com suas ONGs financiadas por entidades globalistas do exterior, como a ONG Igarapé, de Ilona Szabó.

Falar em representantes da sociedade (civil) é outra armadilha retórica da esquerda para aparelhar o Estado. Os únicos representantes legítimos da sociedade são aqueles eleitos por ela esse fim, desde um vereador até um senador. Não consta que a algum brasileiro tenha votado para que a ONG Igarapé ou qualquer entidade semelhante viesse a representá-lo em um órgão destinado a participar da elaboração de políticas públicas.

É preciso que fique claro: a lei não prevê que ONGs globalistas venham a ter assento cativo em órgãos públicos, sejam em funções remuneradas ou não. Estas entidades não representam a sociedade (chamada de civil) pois seus integrantes não foram eleitos nem receberam procuração para tal. Elas representam unicamente a si mesmas e aos interesses dos agentes globalistas que as financiam.

Toda a verborragia que se ouve a respeito de entidades representativas da sociedade civil não passa de construção de narrativa competentemente criada pela esquerda para aparelhar o Estado para suas finalidades ideológicas. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews

A Globalista Desarmamentista Ilona Szabó no Governo Bolsonaro: Uma Decisão Inaceitável de Sergio Moro

COMPARTILHAR

Chefe de polícia perde paciência com ativistas

Em 6 de Novembro de 2014 o respeitado chefe de polícia de Milwaukee, Edward Flyn, estava ouvindo manifestantes sobre a morte de Dontre Hamilton, ocorrida em abril daquele ano.

Durante a audiência houve bate boca e o vídeo retrata a entrevista ocorrida após a audiência em que ele é questionado por um repórter sobre sua ‘falta de educação’ e olhar o celular durante as falas dos militantes.

Veja o que aconteceu.

Edward Flyn foi o primeiro chefe de polícia de Milwaukee a ser re-apontado ao cargo desde 1863. Tudo isso porque durante todos os anos em que ficou no cargo foram registradas quedas os crimes em sua jurisdição. Havia razões de sobra pra que ele se irritasse.

Tradução: Jonatas

APOIE OS TRADUTORES DE DIREITA
https://apoia.se/tradutoresdedireita

Webpage: http://TradutoresdeDireita.org
Facebook: http://facebook.com/tradutoresdedireita
Twitter: http://twitter.com/tradutores_br
Instagram: https://www.instagram.com/tradutoresd…
YouTube: https://youtu.be/JmUBCsuW_ik

Especialista Em Segurança É Benê Barbosa & Não Uma Militante Desarmamentista

O argumento apresentado por Sergio Moro para nomear e reconduzir a militante desarmamentista e globalista e pró-aborto Ilona Szabó ao Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária é o de que ela seria uma especialista em segurança pública. O ministro supostamente sabe que a esquerda sequestrou pautas e temas relevantes para a vida da população para transformá-los em bandeiras para sua pregação ideológica, sendo a segurança pública uma delas.

A Sra. Ilona Szabó é uma militante ideológica, muita bem financiada por entidades globalistas, e não conhece absolutamente nada sobre os problemas reais de segurança pública e criminalidade. Pelo contrário, ela abraça e esposa concepções e ideologias que, quando foram transformadas em políticas públicas nos governos petistas e tucanos, transformaram o Brasil no país onde mais se mata inocentes em tempos de paz em todo o mundo.

Para falar com honestidade intelectual sobre conhecimento real em segurança pública, deve-se ter em mente em primeiro lugar o nome de Benedito Gomes Barbosa (Benê Barbosa), estudioso do tema com inúmeras obras publicadas e que já demonstrou em várias oportunidades a sua competência na área.

Estamos convencidos de que o Governo Bolsonaro, incluindo seu ministro Sergio Moro, quer de fato resolver o problema grave da criminalidade no País. Por isso instamos que o ministro exonere imediatamente a militante globalista desarmamentista travestida de especialista em segurança, Ilona Szabó, e convide o Sr. Benê Barbosa para a mesma função. O governo, e principalmente o País, somente teriam a ganhar com essa decisão. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews

A Globalista Desarmamentista Ilona Szabó no Governo Bolsonaro: Uma Decisão Inaceitável de Sergio Moro

COMPARTILHAR

#IlonaNão – nomeação de adversária do governo Bolsonaro alcança trend topics do Twitter

A nomeação de Ilona Szabó, ativista de esquerda, ontem (26/2) por Sérgio Moro, tornou-se um dos assuntos mais comentados do dia na internet. Ilona, nomeada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, é anti-Bolsonaro, desarmamentista e defende outras pautas da esquerda. A hashtag #IlonaNão ultrapassou 36 mil postagem apenas no Twitter.

O post #IlonaNão – nomeação de adversária do governo Bolsonaro alcança trend topics do Twitter apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Bolsonaro vai reunir-se com Guaidó em Brasília

De acordo com fontes da agência EFE, Juan Guaidó, o Presidente interino da Venezuela deverá reunir-se, 5ª feira, dia 28, em Brasília com Jair Bolsonaro. A agenda de Guaidó na capital ainda está em preparação, segundo as mesmas fontes citadas pelo jornal ABC de Madrid. No último dia 23 de janeiro, Guaidó, Presidente da Assembleia […]

O post Bolsonaro vai reunir-se com Guaidó em Brasília apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Ministro do STJ determina soltura de oito funcionários da Vale

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Nefi Cordeiro determinou nesta quarta-feira a soltura de oito funcionários da Vale que estavam presos desde o último dia 15 em razão de investigação sobre o rompimento da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais, informa o G1.

Os funcionário libertos com a determinação são Alexandre de Paula Campanha, Joaquim Pedro Toledo, Renzo Albieiri Guimarães Carvalho, Cristina Heloiza da Silva Malheiros, Artur Bastos Ribeiro, Marilene Christina Oliveira Lopes de Assis Araújo, Felipe Figueiredo Rocha e Hélio Márcio Lopes da Cerqueira.

O ministro autorizou que a primeira instância da Justiça defina medidas alternativas à prisão, como imposição de comparecer à Justiça ou tornozeleira eletrônica.

Mourão confirma encontro de Juan Guaidó com Jair Bolsonaro

O autoproclamado presidente da Venezuela e líder da oposição ao ditador Nicolás Maduro, Juan Guaidó, visitará Brasília e terá encontro com o presidente Jair Bolsonaro, afirmou nesta quarta-feira (27) o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão.

De acordo com o G1, a assessoria da representante diplomática no Brasil indicada por Guaidó, Maria Teresa Belandria, informou que o líder de oposição chega a Brasília na noite desta quarta-feira (27) em um voo do Força Aérea da Colômbia. 

O Brasil está entre os cerca de 50 países que reconhecem Guaidó como presidente interino da Venezuela, estando junto com alguns países da Europa e os Estados Unidos.

Uma ativista de George Soros no Ministério da Justiça

Nomeada para suplente do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, pelo ministro Sérgio Moro, a ativista Ilona Szabó é diretora executiva do Instituto Igarapé, financiado por entidades como a Open Society Foundations, do milionário George Soros. Ilona, que é diretora da Rede Pense Livre, cuja principal bandeira é a descriminalização das drogas.

Segundo o Portal da Cannabis, Ilona é uma guerreira. Em 2017, ela elogiou o ministro Barroso pela coragem de discutir o tema da descriminalização: “Barroso é corajoso ao propor regulação da cocaína”, disse.

O presidente [da Colômbia, Juan Manuel] Santos foi quem primeiro colocou isso na mesa, no Encontro das Américas de 2012. Ele disse: “A gente precisa falar também da cocaína”.  Aqui no Brasil, é a primeira vez que vejo alguém de peso falando sobre isso, dentro do establishment político. Foi uma fala muito feliz, a do ministro Barroso. Muito corajoso”, disse Ilona.

Ainda sobre a descriminalização e as possibilidades dentro de um governo, Ilona comenta: “O Judiciário avança dentro do que pode. Nem o Legislativo nem o Executivo têm coragem de desfazer distorções”

Ativista pelo desarmamento civil e favorável à descriminalização das drogas, Szabó foi coordenadora executiva do secretariado da Comissão Global de Políticas sobre Drogas, entre 2011 e 2016, entidade que já foi presidida por Fernando Henrique Cardoso. Ilona é funcionária número um do globalismo internacional e uma influente peça de destruição de nações por meio da qual a elite financeira mundial atua. Como todo ativista bem pago e influente, onde estiver Ilana está as mãos de Soros, símbolo das grandes fortunas interessadas em submeter legislações nacionais aos seus projetos supranacionais.

Inimiga declarada de todo o projeto que elegeu o governo Bolsonaro, Ilona Szabó contribui frequentemente com agências de notícias como Foreign Affairs, Huffington Post, New York Times e O Globo, além de ter sido convidada para o TED em 2014 e 2016, e Davos, também em 2016. Ilona foi co-roteirista do documentário Quebrando o Tabu (também financiado pela Open Society, de Soros) e dirigiu o curta Faces of Violence – A Non-Fiction Story, lançado na Assembleia Geral da ONU. É também autora dos livros Drogas: as histórias que não te contaramSegurança Pública para virar o jogo, (2017 e 2018, Zahar). É colunista da Folha de S. Paulo e foi comentarista do programa Estúdio i, da Globo News.

Segundo o site do Instituto Igarapé, a iniciativa da Comissão sobre Drogas produziu “documentários sobre as consequências devastadoras da guerra às drogas impressionaram e engajaram milhões de pessoas ao redor do mundo”. Ela ganhou fama ao participar como roteirista do documentário “Quebrando o tabu”, filme que trata da descriminalização das drogas, conduzido por Fernando Henrique e visto por mais de 20 mil pessoas, informa o Portal da Cannabis.

Um órgão de engenharia social ligado às Nações Unidas e globalistas de renome, como Richard Branson e o ex-Secretário Geral da ONU, Kofi Annan.

Em 2015, foi nomeada Jovem Líder Global do Fórum Econômico Mundial e Líder Responsável da Fundação BMW. Faz parte da Rede de Empreendedores Cívicos da RAPS e lançou diversas redes de experts, incluindo Pense Livre, a Rede de Transformação Pública e o Movimento Agora! Ilona serve e atua em diversos conselhos de ONGs e entidades globais, incluindo o conselho consultivo da organização Drug Policy Alliance, da Rede Young Global Leaders.

Com a sua nomeação para o Ministério da Justiça, não será a primeira vez que Ilana é colocada em posto estratégico em governos do Brasil. Ela já preside o Conselho de Segurança Pública da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAN).

United States Agency for International Development (USAID) e Fundação McArthur

Ilona também atua junto a fundações internacionais e organizações multilaterais. Em 2016, foi jurada internacional para o Desafio Bloomberg para Prefeitos na América Latina e para a iniciativa 100&Change da Fundação MacArthur. Desde 2007, foi consultora para OECD-DAC, UNDP, UE e diversas ONGs internacionais, conduzindo avaliações pela América Latina e África. Seu instituto também é financiado pela USAID, um dos mais importantes órgãos internacionais de expansão do aborto e controle populacional, famoso pela publicação do polêmico Relatório Kissinger, na década de 1970.

Informações: Instituto Igarapé

Financiadores do Instituto Igarapé