Major Costa E Silva: Candidato Ao Governo de São Paulo Passa Bem Após Atentado

O candidato ao governo do Estado de São Paulo pelo partido da Democracia Cristã, Major Costa e Silva, sofreu na noite dessa quarta-feira um atentado que quase custou-lhe a vida:  criminosos em duas motocicletas fecharam o veículo onde estavam o Major e seu assessor, o Capitão Hamilton da Silva Munhoz, e disparam tiros.

Ao reagir contra os disparos, o capitão perdeu o controle do veículo, que capotou de caiu em um córrego. Os criminosos escaparam e o o major e o capitão conseguiram sair do veículo e foram levados a um hospital, onde passam bem e não correm riscos.

Adriano Costa E Silva é militar da ativa. Ele é Major do Exército Brasileiro e disputa o cargo de governador do Estado de São Paulo pelo partido da Democracia Cristã. Apesar de o partido ter candidato próprio à presidência, o Major e sua candidata a vice-governadora, Cabo Fátima Pérola, apoiam a candidatura de Jair Bolsonaro para presidente da república.

Na página oficial de sua candidatura, que pode ser acessada nesse link aqui, encontra-se o vídeo da participação do Major Costa E Silva na Manifestação de apoio a Jair Bolsonaro realizada no último domingo na Avenida Paulista.  #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


AVISO AOS ASSINANTES

Print da página inicial

DILETÍSSIMOS ASSINANTES da revista digital O Fiel Católico,

A Fraternidade Laical São Próspero informa que está sendo disponibilizada aos nossos assinantes uma nova forma de acessar as edições de O FIEL CATÓLICO digital, mais fácil de usar e que também vai facilitar uma participação mais ativa dos nossos leitores, com a interação entre assinantes, a consulta aos autores por meio de comentários, a sugestão de pautas, etc.
Trata-se do mesmo sistema que utilizamos para o nosso site (Blogger), com acesso restrito e exclusivo. Lá, vocês encontrarão todas as nossas edições publicadas até aqui, disponíveis para leitura online e download, além de podcasts, textos exclusivos e outros conteúdos.
Para acessar o novo canal, porém, é preciso solicitar acesso. Aproveitando a oportunidade para efetuar uma pesquisa sobre a atividade dos nossos assinantes, pedimos a todos os interessados em usar o novo sistema a gentileza de sinalizar, via comentários ou por e-mail, ou ainda via grupo do Facebook, o cadastro de acesso – é preciso ter uma conta no Google (gmail) para utilizar a nova plataforma, algo muito simples e que pode ser feito em poucos minutos. Outras explicações serão dadas por e-mail.
O Nutror permanecerá ativo para os que preferirem o sistema antigo. A nova plataforma servirá como uma opção aperfeiçoada.
Agradecemos pela confiança e auxílio de todos até aqui. Um abraço fraterno, e que Nosso Senhor, pela intercessão da Virgem Santíssima, vos abençoe e guarde!

** Se você ainda não é nosso assinante, não perca mais tempo!
www.ofielcatolico.com.br

Boletim médico: Major Costa e Silva

Após a tentativa de assassinato registrada na noite desta quarta-feira (3), conforme noticiado pelo Terça Livre, o candidato Major Costa e Silva, que concorre ao governo do estado de São Paulo, e seu coordenador de campanha Comandante Hamilton Munhoz, foram internados num hospital da grande São Paulo onde receberam pronto atendimento e encontram-se fora de risco.

major costa e silva 1 foto

O candidato vinha sofrendo ameaças por escrito, por ligações telefônicas e nas redes sociais por sua postura firme contra o crime organizado.

O coordenador de campanha, comandante Hamilton Munhoz, que foi alvejado e teve sua vida salva por Deus, afirmou em entrevista concedida com exclusividade ao Terça Livre que ao sentir que foi atingido pelo primeiro tiro, jogou o carro no mato na esperança de tombá-lo para que servisse de escudo.

carro do major costa e silva
Carro do Major Costa e Silva

Confira

“Deus é conosco” – Comandante Hamilton Munhoz

Em entrevista exclusiva concedida ao Terça Livre direto do hospital, a esposa do Major Costa e Silva afirmou que foram disparados muitos tiros contra o veículo de seu marido.

Confira

O post Boletim médico: Major Costa e Silva apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Revista Época Publicará Matéria Caluniosa Contra Jair Bolsonaro Na Véspera da Eleição

por paulo eneas
A Revista Época irá publicar uma matéria caluniosa, desonesta e mentirosa contra Jair Bolsonaro em sua próxima edição desse final de semana de eleição, afirmando que Jair Bolsonaro teria tentado obrigar sua ex-esposa a praticar aborto anos atrás. O objetivo do conteúdo mentiroso e desonesto da matéria é atacar a reputação do líder incontestável da disputa presidencial e tentar indispô-lo junto ao público feminino, por meio de uma informação falsa e mentirosa produzida unicamente para esse fim.

A informação sobre a matéria caluniosa da Revista Época foi trazida a público com exclusividade pela jornalista Joice Hasselmann em uma transmissão ao vivo no início da madrugada dessa quinta-feira. Durante essa transmissão Joice Hasselmann informou que possui registros relativas à produção da reportagem, que está sendo preparada sob supervisão de uma jornalista egressa da Revista Piauí, umas das publicações mais esquerdistas da grande imprensa brasileira.

A matéria mentirosa e desonesta prevista para ser publicada pela Revista Época nesse final de semana faz parte do pacote de iniciativas igualmente mentirosas e desonestas que a grande imprensa vem fazendo há meses na tentativa de destruir a candidatura de Jair Bolsonaro. Muitas dessas tentativas têm sido pagas com dinheiro sujo, como denunciou a própria jornalista Joice Hasselmann dias atrás, conforme mostramos nessa nota aqui.

Cabe agora aos apoiadores de Jair Bolsonaro divulgar ao máximo nas redes sociais a denúncia feita pela jornalista, enfatizando que a matéria é falsa e mentirosa. Dessa forma, quando e se a matéria for publicada pela Revista Época, ela já venha desacreditada e merecedora de todo desprezo e repúdio por parte dos leitores que ainda restam daquela publicação das Organizações Globo. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


Prova de escola pública tem questões caluniando Jair Bolsonaro

Uma escola pública de ensino fundamental no município de Solonópole (a 272 quilômetros de Fortaleza) teve uma prova de Língua Portuguesa do 6° ano divulgada em redes sociais por ter questões com insultos ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), líder em todas as pesquisas eleitorais.

A avaliação de português da escola municipal Aníbal Rodrigues Pinheiro teria sido aplicada no final de setembro. A Secretaria da Educação do município divulgou nota, nesta terça-feira (2), dizendo que o posicionamento do professor não condiz com orientação pedagógica do município.

Professor doutrinava alunos do sexto ano da escola municipal.

A questão 17 da prova traz a imagem de um homem segurando um cassetete, e um balão de diálogo com os dizeres: “Não discuto promiscuidade! Filho meu é bem educado e não corre o risco de se apaixonar por negras ou gays”.

A pergunta afirma que se trata da fala de Bolsonaro e pede que os alunos marquem a resposta correta entre os candidatos Alvaro Dias, Fernando Haddad, Geraldo Alckmin e Jair Bolsonaro. A questão é uma distorção do caso ocorrido em 2011, quando o extinto programa CQC, da Band, editou maliciosamente uma entrevista de Bolsonaro.

O candidato do PSL falou ao Terça Livre sobre o processo que moveria contra o apresentador do programa, Marcelo Tas. Relembre aqui.

Caso de abuso de autoridade em sala de aula se tornou público pelas redes sociais.

Em outro tópico, na questão 19, há a charge de um diálogo entre duas mulheres em que uma delas, grávida, diz que não sabe quando o filho vai nascer porque “ele não quer nascer se der Bolsonaro”.

O candidato do PSL ainda não se pronunciou sobre o caso.

Informações: Tribuna do Ceará

O post Prova de escola pública tem questões caluniando Jair Bolsonaro apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Haddad tem escolta do MST em sua campanha

A guerrilha disfarçada de movimento social, MST, está “garantindo a segurança” do candidato do PT à presidência da República. Fernando Haddad percorreu as ruas do Rio de Janeiro na última segunda-feira (1) na garupa de uma picape enquanto integrantes do “movimento” vermelho seguiam e cercavam o veículo à pé.

A assessoria de imprensa do MST – sim, eles têm uma assessoria – afirmou que, além da segurança, o objetivo da escolta é demonstrar apoio “popular” à candidatura do petista.

ORIENTAÇÕES DE CAMPANHA DIRETO DA CADEIA

Fernando Haddad continua consultando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba, para dar seguimento à sua campanha eleitoral. As visitas ao presidiário são frequentes e Haddad garantiu que, caso eleito, irá retomar o projeto político de Lula para o Brasil.

A última visita ao ex-presidente condenado ocorreu na segunda-feira (1). A conversa com Lula durou cerca de duas horas.

O post Haddad tem escolta do MST em sua campanha apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Ele estuprou sua filha, foi solto e no mesmo dia a matou

Na madrugada desta quarta (3), em São Roque, a 70 quilômetros de São Paulo, Horácio Lucas, de 28 anos, horas depois de deixar a prisão, invadiu a casa da ex-mulher e esfaqueou sua própria filha, Letícia Tanzi Lucas, de 13 anos, até a morte. A menina já tinha sido estuprada por ele anteriormente.

Horário estava preso há apenas 3 meses por ter estuprado sua cunhada no ano de 2012. A família só descobriu que ele também havia abusado da filha após a sua prisão. Os advogados do criminoso conseguiram que ele fosse liberado na última terça-feira (2).

Ao chegar ao local, por volta das 2 da manhã, a PM encontrou Letícia esfaqueada, porém ainda com vida. No endereço, estava ainda o irmão da vítima, de apenas 6 anos de idade, que viu tudo. A mãe de Letícia também sofreu agressões severas do criminoso, mas conseguiu fugir. A menina chegou a ser socorrida para a Santa Casa da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

Horácio Lucas está foragido. Ele é procurado desde a notificação do crime. Nenhuma testemunha prestou depoimento sobre o caso.

A cultura podre da impunidade no Brasil foi determinante para Letícia, que manchou de sangue as mãos, já imundas, das autoridades que trabalham diariamente para proteger criminosos da pior espécie em nosso país.

O post Ele estuprou sua filha, foi solto e no mesmo dia a matou apareceu primeiro em Terça Livre TV.

As eleições e a islamização do Brasil. Como usar seu voto?

Estamos a pouco dias das eleições para presidente, governador, senador, deputado federal e estadual. Como reconciliar o seu voto com o interesse em bloquear a islamização do Brasil? Isto é o que discuto neste breve artigo. Nele, irei me focar nos dois candidatos que lideram as pesquisas, e que mais provavelmente farão o segundo turno, se for este o caso: Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Hadad (coligação PT-PCdoB). Eu irei me ater nos históricos dos dois candidatos e na plataforma das duas campanhas, mesmo sabendo-se que plataformas são, em geral, superficiais.

Com respeito à plataforma e ações passadas de cada candidato e seus respectivos partidos, que brechas podem ser exploradas por aqueles que desejam infiltrar aspectos da lei islâmica na nossa sociedade, distorcendo lentamente a nossa cultura e modo de vida?

A nossa conclusão é que, dentre estas duas opções, o candidato Bolsonaro parece ser o único capaz de impor políticas que defendam o Brasil deste inimigo que passa desapercebido pela maioria da população.

Fernando Hadad e Manuela D’Ávila 
Coligação Partido dos Trabalhadores (PT) e Partido Comunista do Brasil (PC do B)

Todos nós conhecemos o PT, e, depois de quatro mandatos presidenciais (14 anos no poder) e  controle da máquina administrativa federal, fica difícil encontrar alguém que não nutra uma opinião formada sobre o PT. Contudo, vamos ver a plataforma da coligação PT-PCdoB.

A primeira coisa que me chama atenção é que a plataforma do PT-PCdoB é toda voltada ao Lula. O presidente será o Lula. Lula é o centro e o foco. Mesmo sem ser candidato, a eleição de Hadad levará Lula de volta ao poder e comando do país.

Capa da Plataforma: está claro que a coligação PT-PCdoB 
deseja levar Lula de volta ao poder

A plataforma do PT/PCdoB dá a entender que a política exterior do Brasil seria internacionalista. Ela menciona, como vitória exemplar, duas ações internacionais do governo Lula:

“A assinatura da Declaração de Teerã, mediada por Brasil e Turquia, demonstrou a possibilidade de resolver a questão do programa nuclear iraniano por meio do diálogo. Da mesma forma, o reconhecimento do Estado da Palestina foi um ato corajoso que indicou o único caminho possível para a Paz no Oriente Médio.”

Na verdade, a tentativa de Lula no conflito da Síria foi um fracasso, servindo apenas para aproximar o Brasil de dois regimes islâmicos, Turquia e Irã, que estão entre os maiores desrespeitadores dos direitos humanos do mundo. Para piorar, o Irã mantém o grupo terrorista internacional Hezbollah, que atua na América do Sul (inclusive no Brasil) e está ligado ao tráfico de drogas e armas.

E o reconhecimento de um país que não existe, a Palestina, serve apenas para fortalecer os grupos que detêm o poder sem qualquer tipo de legitimidade: a Autoridade Palestina (antiga Organização para a Libertação da Palestina (OLP), e o Hamas. Estes grupos, que controlam a Cisjordânia e a Faixa de Gaza, respectivamente, foram eleitos pela primeira, e única vez, em 2006 (sendo que o Hamas consolidou o poder de modo violento em 2007). Desde então, os mesmo líderes detém o poder. O Hamas é um grupo terrorista derivado da Irmandade Muçulmana e financiado pelo Irã. Ao se recusarem a reconhecer o Estado de Israel, tanto a Autoridade Palestina quanto o Hamas se tornaram no maior empecilho à paz no Oriente Médio.

“É fundamental igualmente fortalecer as relações de amizade e parceria com a África, continente-mãe da Nação brasileira, e com os países árabes, com os quais mantemos interesses comuns e relações amistosas.”

Esta frase,  aparentemente inócua, retrata o desejo de se expandir o relacionamento com os países do Golfo, todos eles riquíssimos. Toda a ação destes países vem com uma condição associada: a construção de uma mesquita, visando a “disseminação da cultura árabe e islâmica”. Ou seja, propagar o islamismo.

No tocante a defesa da soberania do Brasil e suas fronteiras, a plataforma do PT-PCdoB parece implementar o que estabelece a (infame) Lei da Migração. Por exemplo:

“Lula promoverá o direito dos migrantes por meio de uma Política Nacional de Migrações e reconhecerá, de forma ampla, os direitos de refugiados.” [grifos do texto original]

 Serão implantadas ações voltadas para a saúde das mulheres, pessoas negras, LGBTI+,  idosos, crianças, juventudes, pessoas com deficiência, população em situação de rua, população privada de liberdade, imigrantes, refugiados e povos do campo, das águas e das florestas. [grifo nosso] 

A plataforma (página 29) se refere ainda a “migrantes” como parte do “público com direitos violados”, e prevê a criação de um Programa Emergencial de Emprego” visando “migrantes, entre outros”, incorporando “as famílias em condição de pobreza sem acesso ao Bolsa família.”

Vamos lembrar que o membros do PT e do PCdoB foram fundamentais na elaboração, trâmite a aprovação da Lei de Migração, que, em termos efetivos, abriu as fronteiras do Brasil para qualquer estrangeiro que queira se mudar para o Brasil, a qualquer momento e por qualquer motivo. Deve-se salientar que a Lei da Migração, conforme aprovada pelo Congresso, se encaixa dentro de um plano internacional capitaneado pela ONU: o Compacto Global para a Migração. Isso nada mais é do que criar uma legislação internacional para forçar os países do ocidente, dentre eles o Brasil, a aceitarem a imigração em massa de muçulmanos.

O Brasil não precisa participar disso. Vários países europeus estão se negando. Mas o governo PT-PCdoB vai abraçar esta “lei da ONU” por ser internacionalista.

E, finalmente, a plataforma diz ainda que:

“As ações de educação para as relações étnico-raciais e as políticas afirmativas e de valorização da diversidade serão fortalecidas.” 

Valorização da diversidade é um prato cheio para o estabelecimento do islamismo no Brasil. Veja bem a lógica otrtuosa: nós não somos diversos pois temos poucos muçulmanos; precisamos ter mais muçulmanos para atingirmos a “diversidade” (independente do fato dos páises muçulmanos trucidarem suas minorias, sejam cristãos, hindus, budistas, ateus ou LGBT).

Podemos também olhar para atitudes que membros do PT e do PCdoB tomaram em apoio ao islamismo. Por exemplo, O PCdoB registra várias manifestações de apoio aos grupos terroristas palestinos, e chama Israel de terrorista, prestando homenagem a líderes terroristas do Hamas mortos por Israel.

Em diversas oportunidades nos últimos 10 anos, eu escreví sobre ações de apoio ao islamismo no Brasil. Vou citar o título de alguns deles como exemplo (existem muito mais artigos):

Os argumentos feitos no artigo escrito quatro anos atrás, A eleição e a postura do novo governo frente à islamização do Brasil, ainda é válido no tocante ao PT.

Partido Social Liberal (PSL): Jair Bolsonaro e Mourão Filho

Programa do PSL, de Jair Bolsonaro, é bem mais direto. Destacamos:

“c) políticas de proteção às nossas fronteiras”

Apesar de não da Lei de Migração não ser mencionada no programa, ela já foi assunto de críticas por parte diversos deputados que apoiam Bolsonaro.

“j) combate à censura, ao constrangimento e aos desequilíbrios morais e sociais decorrentes do discurso “politicamente correto”;”

O “Politicamente Correto” advém do Marxismo Cultural, e permite o silenciamento da crítica séria e fundamentada ao islamismo e à lei islâmica aos gritos de “Islamofobia!” Ou seja, o PSL é à favor da liberdade de expressão!

“6. Conservadorismo: Conservador é aquele que respeita e deseja preservar as instituições (família, entidades religiosas, polícia, Poder Judiciário, entre outros) e costumes, de modo geral.”

Do jeito que estamos, um pouco de conservadorismo não irá fazer mal. Na verdade, mais do que nunca, precisamos valorizar a nossa cultura, herança religiosa e modo de vida.

E existem também diversas declarações do candidato Bolsonaro que o definem como um nacionalista, na linha dos líderes europeus que estão resistindo à islamização, como os líderes da Áustria, Polônia, República Tcheca, Eslováquia, Hungria e Itália.

Acho que no momento, precisamos que políticos que amem o Brasil e estejam dispostos a defendê-lo. Não existe outra alternativa.

Um alerta sobre a renovação do Senado Federal e da Câmara dos Deputados

A Lei de Migração citada anteriormente, que tem criado todos os problemas que enfrentamos nas fronteiras. Ela foi aprovada pela maioria dos Senadores. Dos 81 senadores, apenas 4 votaram contra, a saber: Ronaldo Caiado, José Medeiros, Magno Malta e Romário. Desses somente Magno Malta deve permanecer no Senado.

Agora tramitam leis que dão direito a eleição e voto para estrangeiros não naturalizados. Isso é um ataque direto na nossa cidadania e também um perigo à nossa cultura e modo de vida.

Precisamos nos empenhar em renovar  a Câmara e o Senado.

Precisamos de Senadores fortes contrários ao antigo jogo do Foro de São Paulo e contra o lobby das ONGs da ONU. A renovação é importante.

Partidos que participam do Foro de São Paulo. Não votem neles.

1. Partido Democrático Trabalhista – PDT
2. Partido Comunista do Brasil – PCdoB
3. Partido Comunista Brasileiro – PCB
4. Partido Patria Livre – PPL
5. Partido Popular Socialista – PPS
6. Partido Socialista Brasileiro – PSB
7. Partido dos Trabalhadores – PT

E evite o PSOL também.

Bancada direitista na Câmara deve crescer com novos nomes

Imagem: Conexão Política

As eleições estão chegando e novas alternativas a direita surgem como opção; entre elas citaremos alguns nomes que se destacam no cenário político nacional.

Pautas direitistas como: apoio a lava-jato, escola sem partido, diminuição da maioridade penal, redução de impostos, revogação do estatuto do desarmamento são assuntos defendidos por novos parlamentares no congresso.

Confira algumas opções e suas bandeiras:

Kim Kataguiri

Umas das lideranças do MBL, cursa direito e está há anos na luta contra a esquerda no país. Defende pautas como: diminuição de impostos, escola sem partido, redução da maioridade penal e revogação do estatuto do desarmamento.

Sargento Fahur

Agora aposentado, Sargento Fahur ficou conhecido na internet por suas posturas duras contra a bandidagem e por seu grande trabalho prestado a PMPR. Defende pautas como: penas mais pesadas a bandidos, redução da maioridade penal e revogação do estatuto do desarmamento.

Marisa Lobo

Conhecida por ser a “psicologa cristã”, Marisa vem militando a anos contra a esquerda e pleiteia uma cadeira na Câmara federal. Tem como pautas principais: anti-aborto, não a ideologia de gênero e escola sem partido.

Paula Cassol

Advogada, é líder do MBL/RS. Se coloca a disposição ao pleito a Câmara Federal no Rio Grande do Sul. Suas principais pautas são: revogação do estatuto do desarmamento, revisão do pacto federativo, escola sem partido e seguro anti-corrupção.

Marcel Van Hatten

Ex vereador e deputado estadual no RS, Marcel é formado em Jornalismo e Relações Internacionais. Já trabalhou no ministério da economia holandês. Defende pautas como: diminuição de impostos, escola sem partido e contra a ideologia de gênero.

Paulo Martins

Jornalista do SBT/PR, não é um nome tão novo assim, pois, já assumiu como suplente no passado, mas a anos vem desmascarando a esquerda e lutando em prol da direita. Foi o autor do projeto que extiguiu o imposto sindical obrigatório. Defende pautas como: revogação do estatuto do desarmamento, redução da maioridade penal e criminalização do MST.