Vergonha: TV Cultura dá voz a ativista pró-islâmica (pró-palestina) para vomitar uma versão distorcida da história recente no Oriente Médio

Escrevam para a TV Cultura (http://fpa.com.br/centralderelacionamento/).“Para Jornalismo TV Cultura. Por favor, não convidem mais a “professora de história” Arlene Clemesha, uma ativista pró-islâmica tendenciosamente anti-Israel, para opinar sobre o conflito no Oriente Médio. Convidem alguém se seja ponderado ou então duas pessoas, com visões conflitantes para defenderem os dois lados. É dever de vocês mostrarem … Mais…

Contra “gramática machista”, vereadores proíbem uso do gênero masculino para tratar mulheres

Em mais um projeto de “alta relevância” para os “pagadores e pagadoras” de impostos, a Câmara Municipal de Belo Horizonte – MG aprovou em primeiro turno o Projeto de Lei 159/17 que proíbe o uso apenas de palavras no gênero masculino para tratar homens e mulheres, determinando que “as alusões a cargos, empregos e funções públicas … Mais…

Atualizações em novembro de 2017

Veja o que entrou de novo no blog em novembro de 2017, exemplificando a aplicação da lei islâmica Sharia ao redor do mundo, seja por governos de países com maioria muçulmana, grupos islâmicos ou mesmo ações individuais. Direitos das Mulheres sob o Islão: Parte 3, Parte 2, Parte 1 A imigração muçulmana aliada ao políticamente correto do Ocidente … Mais…

Levem o trabalho em La Paz muito a sério

Compartilhe: Klička é um codinome; nome real: Jaromír Kábrt. Em 1961, o serviço de inteligência da StB organizou a instalação de uma nova rezidentura em La Paz, na Bolívia. No final de novembro daquele ano, a central da inteligência tchecoslovaca em Praga foi informada que o novo residente chegara finalmente a La Paz, desde Havana … Mais…