Ficção Completa – Caixa Nova Fronteira – João Guimarães Rosa


Este ARTIGO foi publicado originalmente neste SITE

Um dos maiores escritores em língua portuguesa, João Guimarães Rosa revolucionou o fazer literário com seus experimentos linguísticos, sua técnica, sua inventividade. Esse box especial contempla todo o seu trabalho ficcional, disposto em ordem cronológica de publicação. Contém “Sagarana”, “Manuelzão e Miguilim”, “No Urubuquaquá, no Pinhém”, “Noites do sertão”, “Primeiras estórias”, “Tutameia, “Estas estórias”, “Ave, palavra” e, claro, “Grande sertão: veredas”.

As capas são ilustradas pelas fotografias que Maureen Bisilliat tirou para o seu livro “A João Guimarães Rosa”, dos sertões de Minas Gerais na década de 1960.

Sobre o autor

João Guimarães Rosa nasceu em Cordisburgo, no interior de Minas Gerais, no dia 27 de junho de 1908. Desde cedo mostrou interesse por literatura e pela natureza. Em 1918, foi para Belo Horizonte. Formou-se em Medicina e exerceu a profissão, clinicando pelo interior de seu Estado, onde recolheu importante material para suas obras.

Em 1934, Guimarães Rosa foi para o Rio de Janeiro onde prestou concurso para o Itamarati. Entre 1938, foi nomeado cônsul-adjunto na cidade de Hamburgo, na Alemanha. Em 1945 voltou para seu Estado para rever os lugares onde passou a infância, em busca de material literário. Em 1946, estreou com o livro de contos “Sagarana”, de cunho regionalista, a obra levou o escritor ao renome, pela originalidade de sua linguagem.

De 1946 a 1951, residiu em Paris. Em 1956, publicou duas obras-primas “Corpo de Baile” (novelas) e “Grandes Sertões: Veredas” (romance). Em 1958, é promovido a embaixador, mas prefere permanecer no Rio de Janeiro.

O autor publicou ainda “Primeiras Estórias” (1962) e “Tutaméia – Terceiras Estórias” (1963). Nesse mesmo ano foi eleito para a Academia Brasileira de Letras. Três dias depois de tomar posse, tem um ataque cardíaco, falecendo no Rio de Janeiro, no dia 19 de novembro de 1967.

O post Ficção Completa – Caixa Nova Fronteira – João Guimarães Rosa apareceu primeiro em Livros Conservadores.