Meninas e mulheres de Myanmar são vendidas como escravas sexuais na China

Segundo a pesquisa da Human Rights Watch, cresce em larga escala o número de mulheres e meninas de Myanmar, que estão sendo vendidas como escravas sexuais na China. As autoridades chinesas e birmanesas reconhecem o problema, mas não estão intervindo.

Em sua maioria, são meninas e mulheres que vivem na pobreza, vindas dos estados de Kachin e Shan, na Birmânia. Estas, se encontram em um estado vulnerável, sendo levadas à deriva. Isto acontece, devido ao conflito étnico na região, onde os homens estão ausentes em suas famílias, pois estão lutando em algum outro lugar.

Os traficantes de seres humanos atraem as vítimas com a promessa de um emprego na China. Uma vez atravessado a fronteira, estas mulheres e meninas são forçadas a se casar com um homem chinês. E são obrigadas a fazer sexo, não apenas com o homem que a comprou, mas também com outros, relata a Human Rights Watch, com base nas declarações das vítimas.

Os homens chineses pagam uma média de 5.000 a 20.000 yuan (equivalente a 2.751 a 11.262 reais) por mulher e até 150.419 reais por uma noiva jovem; e algumas destas, são vendidas por mais de uma vez.

Algumas mulheres conseguem fugir e voltar para casa após o parto, mas são forçadas a deixar seus filhos para trás.

Estima-se que há de 4 a 6 milhões de mulheres e meninas como escravas sexuais na China, de acordo com a pesquisa da Human Rights Watch.

O governo de Myanmar registrou 226 casos de tráfico humano em 2017, mas especialistas disseram à Human Rights Watch que o número real é muito maior.

Escassez de mulheres chinesas
Atualmente, há 34 milhões de homens a mais do que mulheres na China. Isto é consequência de uma política adotada no país, por muitos anos em vigor, de permitir aos casais chineses apenas um único filho. E como resultado, surgiu essa desigualdade que fomentou o tráfico de noivas de países vizinhos. Dentre estes países, estão Myanmar, a Coreia do Norte, o Vietnã, o Camboja, Laos, as Filipinas e a Mongólia.

De acordo com os números chineses, estima-se que há 40 milhões de homens em idade para casar por ano, para os quais nenhuma mulher chinesa está disponível.

Solução
Muitas vezes a polícia chinesa também prende mulheres estrangeiras, porque elas estão ilegalmente no país.

Na China, não há muita abertura para a discussão do problema, e é difícil encontrar pessoas ou organizações que queiram falar sobre o assunto. O temor de serem repreendidos e punidos pelo governo do Partido Comunista Chinês, é nítido no país.

Além disso, há a corrupção da polícia chinesa, que recebe propina para não tomar medidas.

Portanto, uma intervenção de autoridades locais é uma missão praticamente impossível. O mundo está de olho na China, e espera que o próprio país perceba, que a política do filho único deve ser abandonada.

Dessa forma, o tráfico de mulheres e meninas cessará e haverá novamente um equilíbrio entre o número de homens e mulheres na China, mesmo que isso leve anos.

Substituição do Mais Médicos é tema de audiência pública

Na próxima quarta-feira (27/3), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, participará de audiência pública da Comissão de Assuntos Sociais (CAS), em Brasília. Ele deve falar sobre proposta de substituição do Programa Mais Médicos, como também discutir o financiamento do setor e a formação de profissionais em atendimento à saúde da família. A audiência pública […]

O post Substituição do Mais Médicos é tema de audiência pública apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Regras de alfândega podem ser revistas

Nesta quinta feira (21/3), na Câmara, deputados aprovaram texto apresentado ano passado pela deputada Bruna Furlan (PSDB), encaminhado pelo Poder Executivo, que simplifica e harmoniza os regimes aduaneiros nas fronteiras, que trata dos procedimentos tributários e fiscalizatórios nos postos de controle de importação e exportação de bens. Conforme o texto, o projeto visa eliminar as […]

O post Regras de alfândega podem ser revistas apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Impacto da crise venezuelana no Brasil é tema no Senado

Definido plano de trabalho, nesta quinta-feira (21/3), no Senado, pela subcomissão da Comissão de Relações Exteriores (CRE), que trata do impacto da crise venezuelana no Brasil e nas relações entre os dois países. Segundo o presidente da subcomissão Telmário Mota (PROS-RR), o estado de Roraima tem sofrido prejuízos econômicos por causa do fechamento da fronteira […]

O post Impacto da crise venezuelana no Brasil é tema no Senado apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Ernesto Araújo e Marcos Pontes serão ouvidos pela Comissão de Relações Exteriores

Nesta quinta-feira (21/3), durante reunião em Brasília, o presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), senador Nelsinho Trad (PSD-MS), comunicou que o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, será ouvido pela comissão em 4 de abril. “Na oportunidade ele [Ernesto Araújo] terá a chance de apresentar a política que deverá ser empreendida […]

O post Ernesto Araújo e Marcos Pontes serão ouvidos pela Comissão de Relações Exteriores apareceu primeiro em Terça Livre TV.

A justiça nasceu para todos e cada um que responda pelos seus atos, diz Bolsonaro sobre prisão de Temer

Em viajem ao Chile, o presidente da República não pode se esquivar das perguntas sobre a prisão do ex-presidente, detido hoje mais cedo pela força-tarefa da Lava Jato. Questionado sobre o caso, foi assertivo na resposta: “a justiça nasceu para todos e cada um que responda pelos seus atos”.

Bolsonaro, ainda sobre o assunto, aproveitou para alfinetar a classe política. Obtendo informações de que a prisão do Temer foi resultado de algum joguete político, o presidente atacou: “para mim isso não é governabilidade, governabilidade é escolher uma equipe de qualidade para tocar o país, como fiz com meu governo”.


 


 

Instalada Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Mulher

Nesta quinta-feira (21/3), na Câmara dos Deputados, foi instalada a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Mulher. Segundo a coordenadora da frente, deputada Celina Leão (PP), a ideia é discutir mudanças nas leis para  promover a defesa dos direitos da mulher. Segundo Celina, uma das prioridades da frente será o combate da violência contra […]

O post Instalada Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Mulher apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Criado Grupo Parlamentar Brasil-Namíbia para promover intercâmbio entre os países

Nesta quinta-feira (21/3), o Plenário da Câmara dos Deputados, criou Grupo Parlamentar Brasil-Namíbia. O projeto é do deputado Jorge Braz (PRB). Segundo ele, o grupo tem como principal objetivo a promoção do intercâmbio entre os respectivos órgãos legislativos. “A criação do Grupo Parlamentar Brasil–Namíbia tem como principal objetivo propiciar o aprimoramento das relações entre a […]

O post Criado Grupo Parlamentar Brasil-Namíbia para promover intercâmbio entre os países apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Avança projeto que propõe acumulação de cargos a militares

Nesta quinta-feira (21/3), o Plenário do Senado, em sessão deliberativa, discutiu uma proposta do ex-deputado Alberto Fraga, que permite acumular cargos quando, além da compatibilidade de horários, a acumulação com o cargo militar for um de professor, um técnico ou científico ou um cargo privativo de profissionais de saúde, com profissões regulamentadas. Segundo o autor […]

O post Avança projeto que propõe acumulação de cargos a militares apareceu primeiro em Terça Livre TV.

Teto de Gastos pode cair

Nesta quinta-feira (21/3), no Senado, a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), aprovou sugestão que propõe revogar a emenda constitucional que instituiu o Teto de Gastos (EC 95, de 2016). Segundo Vanessa Negrini , autora da sugestão, a população não fica congelada por 20 anos. A sugestão que pede a revogação imediata da […]

O post Teto de Gastos pode cair apareceu primeiro em Terça Livre TV.